Polícia apresenta acusados pelo assassinato do Prof. Algenir

A Força Tarefa do 10° Batalhão de Polícia Militar, o GOE e o Esquadrão Águia, fizeram na última quinta-feira, 21, as prisões de três suspeitos por envolvimento na morte do ex-secretário de Cultura e professor Algenir Ferreira. Os presos foram Ítalo Vinicius Monteiro Silva, Wellington Henrique, vulgo Ganzela e o menor das iniciais M.M.P. Ao todo, foram cinco envolvidos no latrocínio (roubo seguido de morte). Com a prisão desses três suspeitos, Cleydielson Furtado Pimenta, vulgo Cocó de Van, e Fernando continuam foragidos e que segundo o menor, os dois teriam participações no crime.

A PM trabalha com a hipótese que o crime foi premeditado pelo menor M.M.P, pois o mesmo teria um caso homo afetivo com o professor Algenir e frequentava constantemente a sua casa, inclusive a mãe do menor falou aos policiais que sempre levava seu filho na casa de Algenir para conversar e que na manhã do crime o menor chegou com as roupas sujas de sangue e ela as lavou. Ainda na noite de quarta-feira o menor confessou para a sua namorada tudo o que havia feito com o Algenir. Na casa dele ainda foi encontrado as roupas que ele usou na noite do crime, inclusive o notebook de Algenir atrás da porta.

Mediante relato do menor, o carro do professor pernoitou na casa do Wellington Henrique, conhecido por Ganzela. Ainda segundo relato do menor, o mesmo não confessou o crime perante as câmeras, pois foi ameaçado de morte pelo Ítalo. Mas em interrogatório feito pelos policiais, ele confessa que o Ítalo foi quem desferiu as facadas que levaram a morte o professor Algenir.

As buscas continuam sendo feitas e mediante relatos do menor falta pouco para a polícia colocar as mãos nos outros dois envolvidos.

Entenda o caso

Professor Algenir foi morto de forma Brutal na noite de segunda-feira(18) em sua própria casa,vítima de latrocínio (roubo seguido de morte) o corpo do professor foi encontrado com várias perfurações por arma branca na zona rural do Município de presidente Sarney, os assassinos ainda levaram o carro de Algenir mas na madrugada de quarta feira dia( 20) abandonaram o carro no bairro João Castelo.

Deixe uma resposta